Chama interna

Eu tenho uma chama interna capaz de resistir a essas pancadas que a vida dá.
Tenho algo capaz de resistir as traições, aos enganos e até as desilusões mãos terríveis, daquelas que esperam tão pouco das pessoas e nem isso elas são capazes de fazer.
Mas, eu tenho uma chama interna, uma certeza que carrego comigo, que me levanta nas horas mais difíceis, e trago-a sempre exposta.
Não que eu não sofra, não que eu não chore, nada disso, eu sofro e choro diante das decepções me magoa demais receber a ingratidão quando esperava amor, carinho, e já cheguei a ficar dias e dias com o olhar perdido, sem rumo, sem vontade de sair de casa, de olhar para as pessoas, mas, essa chama interna, essa força me chamou para a vida e eu sempre acabei redescobrindo que vale a pena viver, lutar pelos objetivos, refazer os sonhos e amar.

O amor é a minha chama, ´-e a minha motivação, mesmo quando tudo parece desmoronar, quando todos viram as costas, ainda assim sinto o meu amor próprio vibrar e dizer: eu posso!.

Quando estou abatido demais e não consigo sequer perceber o meu valor, ainda assim sinto o amor de Deus nas coisas mais simples, como um e-mail que chega e me diz para acreditar, ou o telefonema daquela pessoa que não vejo a muito tempo.
O amor preenche a minha vida de maneira absoluta, ainda que falte uma pessoa companheira ao meu lado, ainda assim, existe e sempre existirá alguém, em algum canto precisando do meu amor, quer seja numa palavra ou num beijo demorado, o amor é a minha chama interna, capaz de modificar o mundo.
Paulo Roberto Gaefke

Deixe um comentário