Simpatias desde os Egípcios

As simpatias e Magias de Encantamento existem desde o Antigo Egito

Os primeiros papiros mágicos descobertos no Egito foram trazidos à Europa por Jean d’Anastasi, vice-cônsul sueco no Cairo entre 1828 e 1859, que comprou uma coleção completa de papiros, encontrada numa tumba nas proximidades de Tebas. A coleção continha receitas e fórmulas para todo tipo de magia: encantamentos.* (Fonte Hariadne da Penha Soares)

Recentemente, pesquisadores da Universidade de Udine, na Itália, conseguiram decifrar dois papiros egípcios, escritos há aproximadamente 1.700 anos, com feitiços para conquistar a pessoa amada. Em um deles, deuses são invocados para “queimar o coração” de uma mulher até que ela ame o feiticeiro.

Heka é a palavra em egípcio antigo para o que significamos como magia, essa mesma palavra pode aparecer dentro da literatura funerária representando a divindade da magia. Será realizada uma análise dos textos compostos por fórmulas mágicas e narrativas míticas utilizados em contextos funerários egípcios.

Como você vê, as simpatias, as magias e pequenos sortilégios já eram utilizados desde muito tempo e as simpatias são verdadeiros “rituais da cultura popular“, onde através da repetição de uma série de atos e atitudes se busca a realização de um desejo que até ali parece impossível ou inalcançável pela força da própria pessoa. É a verdadeira busca de uma força superior de maneira inocente, onde o principal ingrediente é a “fé”, a certeza de que o seu desejo será atendido se fizer aquele ritual que vem passando de geração para geração.

O que faz uma Simpatia Funcionar?

Sem dúvida nenhuma são dois componentes básicos para uma simpatia funcionar:
1) A necessidade que a pessoa tem para alcançar aquele objetivo que não está conseguindo com seu próprio esforço.
2) A “empatia” que a pessoa tem por aquela formulação que o leva a ter “fé” e “certeza da sua realização.
Juntando a necessidade e a fé, temos mais de 70% do caminho da realização em andamento.

Simpatias Funcionam?

De novo, voltamos ao conjunto de necessidades que a pessoa tem e a sua determinação em fazer o que foi pedido na Simpatia/Magia e parece que manto mais a pessoa segue o que está sendo pedido, maior a chance de se conseguir alcançar os resultados. E, temos muitos relatos de Simpatias que funcionaram para muita gente, e outras tantas que fizeram a mesma simpatia e não alcançaram nenhum resultado. Uma coisa é certa, fazer uma Simpatia apenas por fazer, para testar, sem aquela fé ou certeza dos resultados já te deixa com chances bem menores que os outros que farão com fé!

Como as Simpatias Funcionam?

Uma boa pergunta que não tem uma resposta cientifica ou matematicamente exata, por não fazer nem parte de estudos mais sérios.
As simpatias parecem desenvolver na pessoa uma esperança que até então estava adormecida ou morta dentro dela e restaura bons pensamentos ou sentimentos de força e poder que acabam contribuindo para a realização da Simpatia. É algo puramente de energia, de vibração, de desejos e só pode ser explicada por esse caminho.
Quanto mais certeza, quanto maior a necessidade e a determinação em realizar a Simpatia, mais elas funcionam.

Todo mundo pode fazer Simpatias?

Poder pode, mas certas simpatias que visam o mal de algum inimigo ou pessoa que está “atrapalhando a realização dos sonhos desta pessoa que passa por cima de tudo para realizar seus desejos, ao realizar as simpatias/Magias para separar um casal, desejar uma doença ou até mesmo a morte dos outros, com certeza, mesmo sem ter a realização da sua Simpatia, receberá de volta a mesma energia que desejou para alguém e de forma dobrada. Por isso, vale a máxima, cuidado com o que pedes, pois você poderá ser atendido(a) e terá que arcar com os custos dessa energia.

Deixe um comentário